Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

Teoria da relatividade festejada em São Tomé e Príncipe

Albert Einstein.
Albert Einstein. Wikicommons / Ferdinand Schmutzer

Há 100 anos no eclipse solar de 1919 foi comprovada a teoria da relatividade de Albert Einstein por duas equipas científicas na Ilha do Príncipe, teoria apresentada quatro anos mais cedo pelo físico alemão.

Publicidade

Cientistas, académicos, políticos e jornalistas afluíram à Ilha do Príncipe para a comemoração esta quarta-feira na roça Sundy do centenário da comprovação da teoria da relatividade de Albert Einstein a 29 de Maio de 1919.

Um evento que conta a presença de Chefes de Estado de São Tomé e Príncipe e de Portugal, respectivamente, Evaristo Carvalho e Marcelo Rebelo de Sousa, bem como do Primeiro-ministro são-tomense, Jorge Bom Jesus e do ministro dos negócios estrangeiros da Guiné Equatorial, Esono Angue.

Para Evaristo Carvalho, este evento vai permitir promover a Ilha do Príncipe: «É um evento que pode promover a região autónoma do Príncipe internacionalmente. É mais uma oportunidade do Príncipe ser conhecido por todo o mundo», afirmou o Presidente são-tomense.

Quanto a Jorge Bom Jesus, assegurou que é uma oportunidade para a Ilha do Príncipe: «Há 100 anos atrás foi comprovado aqui no Príncipe uma teoria que mudou os destinos do mundo. Isto demonstra a importância de São Tomé e Príncipe e sobretudo aqui do Príncipe, a nossa posição geoestratégica que interessa ao mundo. Daí que temos que lutar para tirar o maior proveito do turismo cultural e sobretudo científico», admitiu o Primeiro-ministro.

Ouça a reportagem do nosso correspondente, Maximino Carlos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.