Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe

São Tomé: situação económico-financeira é "muito má"

Inflação aumenta mais do que o previsto em São Tomé e Príncipe
Inflação aumenta mais do que o previsto em São Tomé e Príncipe Marcos Santos/USP Imagens

O ministro santomense das finanças considera “muito má” a situação financeira do país.

Publicidade

“A situação económico-financeira do país é muito má”, afirmou o ministro santomense.

Osvaldo Vaz refere que os indicadores macroeconómicos até 2018 foram comprometedores.

A taxa de inflação aumentou; o déficit primário, o FMI estimava 1.2, mas realmente aconteceu ser 4.2. Contraímos muitas dívidas”, adiantou Osvaldo Vaz.

A dívida do Estado com a empresa de combustíveis e óleos (ENCO) é superior a 150 milhões de dólares.

É um valor que o país terá grandes dificuldades em pagar.

É só para verem que o nosso Orçamento Geral do Estado é exatamente igual ao valor que o Estado deve à ENCO”, acrescentou o ministro santomense das finanças.

O ministro santomense das finanças tece um quadro negro da actual situação económico-financeira do país.

Osvaldo Vaz disse aos jornalistas que o imposto de valor acrescentado, IVA, será implementado depois de concluídas as negociações com o FMI.

Para o ministro das finanças, é urgente alterar o quadro financeiro do país.

Oiça aqui a reportagem de Maximino Carlos em São-Tomé:

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.