Acesso ao principal conteúdo
São Tomé e Príncipe / Portugal

Portugal investiga tempo de emissão de vistos em São Tomé

Augusto Santos Silva, chefe da diplomacia portuguesa.
Augusto Santos Silva, chefe da diplomacia portuguesa. Lusa

À margem da Bienal de Luanda- Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz que decorre desde esta Quarta-feira até Domingo, o chefe da diplomacia portuguesa, Augusto Santos Silva que participa neste evento, evocou ontem o incidente ocorrido na Segunda-feira no Consulado de Portugal de São Tomé cujas instalações foram vandalizadas por um cidadão São-tomense alegadamente devido à demora no processamento do seu visto para viajar para Portugal.

Publicidade

Referindo-se a esta ocorrência, Augusto Santos Silva indicou que tinha pedido uma investigação sobre os prazos de atribuição de vistos para cidadãos são-tomenses. “Ao saber desse acto, determinei que a embaixada me informasse sobre o prazo dos agendamentos que estão a decorrer e quais as razões dos atrasos, caso se verifiquem”, declarou o Ministro português dos Negócios Estrangeiros, garantindo, por outro lado, que no caso de se confirmarem atrasos superiores ao normal, a situação teria de ser corrigida. Oiçamo-lo.

Na passada Segunda-feira, um cidadão são-tomense vandalizou as instalações consulares de Portugal em São Tomé, alegando que tinha efectuado o pedido de visto havia 67 dias. Um membro da sua família indicou ainda à imprensa que esta tinha sido a terceira vez que tinha pedido visto e que, embora os seus anteriores pedidos tivessem sido indeferidos, o consulado português não lhe tinha devolvido os pagamentos já efectuados.

Ao pedir no próprio dia desculpas pelo sucedido, o executivo são-tomense reafirmou que "jamais sustentará a prática de actos de vandalismo tenham eles a natureza e motivação que tiverem e seja onde for que ocorram”. Contudo, o governo de São Tomé e Príncipe também pediu uma “abordagem mais humana nomeadamente, ao nível de atendimento e tempo de resposta”.
 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.