Acessar o conteúdo principal
Moçambique

Moçambique negoceia cancelamento da dívida com a Polónia

Mercado no interior de Moçambique.
Mercado no interior de Moçambique. Carlos Jossia
3 min

Com vista à restruturação da sua dívida externa, uma importante delegação moçambicana encabeçada pelo ministro das finanças Manuel Chang participa em Washington, Estado Unidos da América, na reunião anual do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial.

Publicidade

Carlos Jossia, correspondente da RFI em Moçambique.

Moçambique leva como principal ponto de agenda a negociação do perdão da divida com a Polónia.
Sem avançar o valor Manuel Chang diz que a vontade de Moçambique é de ver a divida que já vem do temo de guerra fria perdoada em 95%.

“A proposta é que se siga aquilo que são as condições do Clube de Paris (…) o Clube de Paris estabelece para países como o nosso considerados como endividados e em situação de pobreza que se deve perdoar no mínimo 95% da divida e os 5% serem re-escalonados ao longo prazo portanto isso que nos queremos levar” , disse o Ministro Manuel Chang.

Sabe-se entanto que Roménia, Hungria, Bulgária e Polónia do antigo bloco do leste, são conjunto credores de cerca de 217 milhões de euros, parte substancial da qual data do tempo da Guerra Fria.
A situação económica ainda conturbada no Zimbabwe está também na agenda que Moçambique leva a Washington, ou seja, Moçambique vai tentar convencer as instituições financeiras internacionais a manter ou mesmos a aumentar os apoios ao regime de Robert Mugab.

“Como sabe Moçambique foi um dos países que apoiou o Zimbabué na situação de crise em que se encontrava e em que se encontra. Nós tivemos apoios nas áreas de agricultura, da energia e da saúde e nós vamos aproveitar esta ocasião para fazer abordagem e ver qual é o impacto que isso teve na economia zimbabueana” – realçou o Governante moçambicano convencido da expectativa de Moçambique ver cancelada a dívida com a Polónia, durante a reunião anual do FMI e do Banco Mundial.

Desde 2006 até esta parte, Moçambique logrou diminuir a sua dívida externa em quase 60 %, fixando-a atualmente em 3,3 mil milhões de dólares (cerca de 2,4 mil milhões de euros).

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.