Acessar o conteúdo principal
Guiné-Bissau

Presidente da República convoca oficiais expulsos para o ajudarem a estabilizar o país

Malam Bacai Sanhá aquando de uma visita num bairro da periferia de Bissau, a 19/01/2010.
Malam Bacai Sanhá aquando de uma visita num bairro da periferia de Bissau, a 19/01/2010. Abdurahamane Turé
3 min

 O presidente da República da Guiné-Bissau, Malam Bacai Sanhá, reuniu-se na segunda feira com oficiais expulsos das fileiras do exército para tentar encontrar formas de entendimento que possam tranquilizar o país.

Publicidade

Com o nosso correspondente em Bissau, Mussa Baldé

O Presidente Malam Bacai Sanhá pretende serenar os ânimos no país, por isso se tem desdobrado em reuniões e contactos com varias sensibilidades.
Segundo o Porta-voz da presidência, Agnelo Regalla, “É intenção de Malam Bacai Sanhá procurar todas as formas possíveis, através do diálogo, para levar o país à tranquilidade após os acontecimentos militares do passado dia 01 deste mês”.

Nessa óptica, o Presidente chamou cerca de 40 oficiais militares, alguns dos quais generais expulsos das Forças Armadas na sequência de convulsões militares, para lhes dizer que devem contribuir para a estabilização do país.
O porta-voz da Presidência fez notar que todos os oficiais reunidos com o Presidente são combatentes da liberdade da pátria pelo que são pessoas ainda validas com as suas experiencias para o bem-estar do país.

Lembramos que a semana passada, numa reunião com o primeiro-ministro e as actuais chefias militares, Malam Bacai Sanhá havia convidado ao retorno ao país de todos os militares e políticos residentes no estrangeiro em virtude de problemas de natureza política ou militar que a Guiné-Bissau foi vivendo nos últimos 10 anos.

Questionado sobre se a reunião do Presidente com os oficiais militares expulsos das fileiras do exército teria como finalidade a nomeação de um novo chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, o porta-voz da presidência disse “que não, que a reunião é apenas um espaço de diálogo com os veteranos de guerra pela independência”.

Presentes na reunião estão nomes como os generais Watna Na Laye, Lamine Cisse, Lúcio Soares, Humberto Gomes, Thambu Mané, e vários oficiais superiores corridos das Forças Armadas ou que pura e simplesmente abandonaram por livre vontade as Forças Armadas.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.