Moçambique

Linchagem é fenómeno preocupante em Moçambique

Desde o passado mês de janeiro, só na cidade da Beira, 15 pessoas foram linchadas.
Desde o passado mês de janeiro, só na cidade da Beira, 15 pessoas foram linchadas. Latifa Mouaoued/RFI

O linchamento ganha contornos alarmantes nos grandes centros urbanos em Moçambique… Um fenómeno que só no último fim-de-semana resultou no assassinato, pela população, de mais 3 supostos malfeitores nas cidades de Matola na província de Maputo e Beira.

Publicidade

A Comunidade de Sant’Egídio, organização não-governamental italiana, repudia a crescente prática de linchamentos no país. Num comunicado de Imprensa, esta organização exprime “preocupação” pelo alastrar de um clima violento, um pouco por todo o país. Por seu lado, o substituto legal do Governador de Sofala, na Beira, Carvalho Muaria dá voz a esta preocupação...

Carvalho Muaria, Substituto legal do Governador de Sofala, na Beira.

 Desde o passado mês de Janeiro, só, na cidade da Beira, no centro do país, 15 pessoas foram linchadas - um acto visto como um grito de protesto - contra a aparente impotência, na óptica popular, daqueles a quem cabe salvaguardar os direitos do cidadão tais como a protecção, a segurança e a justiça.

Com o nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.