Guiné-Bissau

Cimeira extraordinária da CEDEAO debruça-se sobre o sector da defesa da Guiné-Bissau

Reuters

Decorreu esta sexta-feira em Abuja, capital da Nigéria, uma cimeira extraordinária da CEDEAO, Comunidade económica dos Estados da Africa do Oeste na qual se analizaram pistas para apoiar a reforma do sector da defesa deste país.

Publicidade

Durante esta cimeira cuja declaração final reafirmou a solidariedade dos paises da região com a Guiné Bissau, o anfitrião do encontro, o Presidente Goodluck Jonathan expressou a sua preocupação relativamente à situação do país. O Presidente da Nigéria considerou que "a Guiné-Bissau corre o risco de se dirigir para a anarquia se nao fôr encontrada uma solução para controlar o exército guinéense" e sublinhou a necessidade duma força de estabilização na Guiné-Bissau coordenada pela CEDEAO e a CPLP ter o aval da ONU. Do seu lado Soares Sambú, Conselheiro do Presidente Malam Bacai Sanhá mostra-se mais evasivo e afirma que será preciso uma nova cimeira para se encontrar uma solução.

 

Soares Sambú, Conselheiro do Presidente Malam Bacai Sanhá

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.