Moçambique

Moçambique lança projeto para acabar com a pobreza

Neste dia 17 de Outubro assinala-se o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza.
Neste dia 17 de Outubro assinala-se o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza. Foto: Banco mundial/Eric Miller

O Governo moçambicano laçou, em Maputo, um projeto denominado “Benefício social pelo trabalho”, cujo objetivo é acabar com a pobreza. Os primeiros beneficiários da iniciativa são 38 mulheres do Bairro da Maxaquene, nos arredores de Maputo.

Publicidade

De acordo com Cilda Cossa, diretora provincial de Ação Social, o projeto vai ajudar a que estas mulheres prossigam uma atividade produtiva, passível de gerar renda através da realização de pequenos negócios.

Cilda Cossa, diretora provincial de Ação Social

 

Entretanto, dados recentes do inquérito Orçamento Familiar, levado a cabo executivo de Moçambique, revelam o aumento da pobreza no país.
Segundo Narciso Matos, diretor executivo da Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade em Moçambique, os resultados deste inquérito devem ser considerados e verificados, até porque, para ele, o que está em discussão é se as ações do governo e dos seus parceiros têm diminuído a pobreza.

Narciso Matos, diretor executivo da Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade em Moçambique

 

Sublinha-se que a percentagem de pobres nas zonas rurais moçambicanas é de 56,9 por cento, contra 49,6 por cento nas regiões urbanas num universo populacional de 21 milhões habitantes.

Neste dia 17 de Outubro assinala-se o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza. Data que foi instituída pela Organização das Nações Unidas em Dezembro de 1992. O dia pretende consciencializar a comunidade internacional para que sejam encontradas soluções para combater a pobreza e o subdesenvolvimento.
Este ano de 2010, as comemorações da data centram-se em emprego e trabalho decente. Este domingo, o Secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, evidenciou que mais de metade da população mundial economicamente ativa tem trabalhos precários, carecem de contratos de trabalho formais e de segurança social e, muitas vezes, não auferem o suficiente para sustentar a família.

 Com a colaboração do nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.