Angola

Chuvas em Angola já mataram 21 pessoas

Luanda foi assolada por fortes chuvas
Luanda foi assolada por fortes chuvas Radio Ecclesia

 As primeiras chuvas em Angola fizeram 21 mortos e milhares de desalojados. Os números são provisórios e foram facultados pelo Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros do país. 

Publicidade

Só entre os dias 15 e 20 deste mês, as chuvas em Angola já tiraram a vida a 21 pessoas e feriram 26. A estas perdas humanas, acrescem-se os danos materiais: 1296 casas completamente destruídas e 1164 habitações parcialmente danificadas. Além disso, somam-se 22 escolas no chão, duas esquadras da polícia que deixaram de existir e um hospital destruído.

O Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros de Angola (SNPCB) informa ainda que as chuvas, que afetam 10 províncias e 18 municípios, deixaram mais de 11 mil desalojados.

De acordo com o SNPCB um dos principais problemas do país prende-se com a localização das habitações, com especial incidência nas cidades. Isto porque, a população tende a construir a sua casa em leitos de cheia ou em valas de drenagem das águas pluviais.

Sobre as consequências das primeiras chuvas em Angola, a RFI falou com Edson Fernando, da direção do Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros.
 

Edson Fernando, da direção do Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.