SOMÁLIA

Somália é o país mais perigoso do mundo

União nacional dos jornalistas da Somália

Um relatório do gabinete de conselho e análise Maplecroft agora divulgado coloca a Somália como o país mais expostos ao risco do terrorismo, à frente do Iraque. A Somália terá registado entre Junho de 2009 e Junho deste ano um total de 1 437 mortos devido a 556 incidentes de natureza terrorista.

Publicidade

Este documento alega que a Somália regista o número mais elevado de óbitos devido ao terrorismo, proporcionalmente à sua população, e terá ultrapassado o Iraque e o Afeganistão em termos de vítimas na sequência de um atentado terrorista.

A Rússia, a Grécia e o Iémen teriam conhecido um aumento do risco terrorista, enquanto na India e na Argélia este teria diminuido.

Manuel João Ramos, investigador do Centro de estudos africanos do Instituto superior de ciências sociais do trabalho e da empresa de Lisboa, especialista do Corno de África, desvaloriza estas classificações e alerta para o risco do agravamento da situação na Somália que não tem merecido, em seu entender, a atenção devida por parte da comunidade internacional.

Manuel João Ramos

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.