Guiné-Bissau / Cabo Verde

Dia dos Heróis Nacionais asssinala morte de Amílcar Cabral

Selo  Amílcar Cabral
Selo Amílcar Cabral Source Wikipédia

 20 de Janeiro é feriado na Guiné-Bissau, e em Cabo Verde para recordar o legado e homenagear Amílcar Cabral, assassinado a tiro em Conacry, na madrugada do dia 20 de Janeiro de 1973.  

Publicidade

 Na Guiné-Bissau o acto central das homenagens vai ter lugar em Bafatá, com a reabertura da casa onde no dia 12 de Setembro de 1924 nasceu o fundador do PAIGC.

Por proposta do governo de Carlos Gomes Júnior, será atribuída nesta quinta-feira (20/01/2011) ao Presidente guineense Malam Bacai Sanhá a Medalha Amílcar Cabral e 26 cubanos (6 a título póstumo) serão agraciados como “uma justa homenagem pelo contributo inestimável que desinteressadamente deram à luta de libertação da Guiné-Bissau”.

A deposição de coroas de flores no mausoléu de Amílcar Cabral, na antiga fortaleza portuguesa de São José de Amura, em Bissau e junto à sua estátua na rotunda do aeroporto da capital guineense, são outras actividades previstas para assinalar esta efeméride.

Já em Cabo Verde onde começa nesta quinta-feira a campanha eleitoral com vista às eleições legislativas de 6 de Fevereiro, o ponto alto das homenagens a Amílcar Cabral, será a deposição pelo Presidente Pedro Pires da habitual coroa de flores no Memorial Amílcar Cabral, situado na Várzea, na cidade da Praia.

O Primeiro-Ministro e líder do PAICV José Maria Neves, presidiu ontem uma palestra dedicada ao tema “a actualidade estratégica do pensamento de Cabral” e em quase todas as ilhas do arquipélago a data de 20 de Janeiro será assinalada.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.