Angola

Raila Odinga em Angola para debater crise na Costa do Marfim

Raila Odinga, Primeiro-Ministro do Quénia
Raila Odinga, Primeiro-Ministro do Quénia Thierry Gouegnon / Reuters

Raila Odinga, o primeiro-ministro do Quénia e mediador da União africana para a crise costa marfinense chegou hoje a Luanda. Na bagagem leva mais uma tentativa de pela via diplomática resolver a crise politica que se vive na Costa do Marfim, desde o passado dia 28 de novembro.

Publicidade

Depois do presidente do Benim, Yayi Boni, agora foi a vez do primeiro-ministro do Quénia se deslocar à capital angolana para falar com José Eduardo dos Santos, sobre a crise política na Costa do Marfim.

No final do encontro, que decorreu à porta fechada, Raila Odinga afirmou que ao chefe estado angolano, expressou a sua preocupação com a atual situação que se vive na Costa do Marfim.
Odinga adiantou ainda, que este impasse político na Costa do Marfim, pode colocar em perigo a democracia no continente africano, que se prepara para realizar este ano dezassete processos eleitorais.

Raila Odinga, Primeiro-Ministro do Quénia

 

 Recorde-se que Angola, pela voz do presidente José Eduardo dos Santos reconheceu, oficialmente, Laurent Gbagbo  como o presidente constitucional da Costa do Marfim, opinião que vai contra a da Comunidade Internacional que reconhece Alassane Ouattara.

 

Com a colaboração do nosso correspondente em Luanda, José de Belém.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.