Costa do Marfim

Governador da Costa do Marfim no BCEAO demite-se

Sede do Banco Central dos Estados da África Ocidental
Sede do Banco Central dos Estados da África Ocidental Rignese

Depois de suspeitas de cumplicidade com o presidente cessante Laurent Gbagbo, o governador da Costa do Marfim no Banco Central dos Estados da África Ocidental demitiu-se.

Publicidade

Segundo um comunicado da cimeira dos líderes dos oito países membros da União Económica e Monetária da África Ocidental (UEMOA) reunidos em Bamaco, no Mali, Philip Henry Dacoury-Tabley, o governador da Costa do Marfim no Banco Central dos Estados da África Ocidental (BCEAO) decidiu apresentar a sua demissão depois de conhecer o relatório sobre a não aplicação das decisões tomadas pelo Conselho de Ministros da UEMOA.

Dacoury-Tabley não cumpriu a decisão da organização que previa dar a Alassane Ouattara, o presidente da Costa do Marfim reconhecido pela comunidade internacional, todos os poderes para gerir em nome do país os assuntos ligados à UEMOA e BCEAO.

A UEMOA já pediu a Alassane Ouattara para nomear um novo representante da Costa do Marfim para o BCEAO. Ouattara e este novo governador, passarão a ser as duas únicas pessoas habilitadas, em nome do estado costa marfinense, a ter acesso às contas do país no BCEAO.

Esta tomada de posição por parte da UEMOA e a demissão do governador Philip Henry Dacoury-Tabley não agradaram a Laurent Gabgbo. O presidente cessante rejeita aquilo a que ele chama de «demissão forçada» e recusa a decisão dos ministros das finanças da UEMOA.

Aumenta a tensão, também, entre a Costa do Marfim e a França. O governo do atual presidente Laurent Gabgbo retirou as credenciais, este sábado, o embaixador francês em Abidjan. Jean-Marc Simon, de 63 anos, havia apresentado suas credenciais ao presidente Gbagbo em 2009.

Paris já reagiu a esta decisão de Abidjan e considera-a nula, sem valor e desprovida de qualquer efeito jurídico. O executivo de Gbagbo já havia expulsado do país os embaixadores do Reino Unido e do Canadá.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.