Angola

Angola combate branqueamento de capitais

Angola cria Unidade de Informação Financeira
Angola cria Unidade de Informação Financeira REUTERS/Amr Abdallah Dalsh

O governo angolano criou uma Unidade de Informação Financeira, tutelada pelo ministro do Interior, para monitorizar e combater operações suspeitas de branqueamentos de capitais e financiamento de terrorismo.

Publicidade

A unidade vai recolher e agrupar toda a informação relativa aos crimes previstos na sua orgânica, como indica o executivo angolano, que aprovou a estrutura em Conselho de Ministros.

O novo órgão tutelado pelo  Ministério do Interior, vai trabalhar directamente com os organismos competentes nos domínios da justiça, fiscal, bancário, diplomático e administrativo.

De referir, que o mecanismo surge depois de o governo norte-americano ter renovado as suspeitas de que cidadãos libaneses, com participações em importantes empresas de distribuição angolanas, pudessem estar envolvidos no financiamento do movimento Hezbollah libanês.

A Unidade de Informação Financeira aparece ainda com a sugestão do Fundo Monetário Internacional para a urgência de o governo angolano se empenhar mais em garantir a transparência das contas públicas no âmbito do acordo "stand-by". Este acordo que vai permitir a Luanda receber, em parcelas, um empréstimo de cerca de 1,32 mil milhões de dólares, ou seja, 965 milhões de euros.

Correspondência Luanda

 

Com a colaboraçäo do nosso correspondente em Luanda, Avelino Miguel

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.