África

Hillary Clinton em périplo Africano

Hillary Clinton de visita à Zambia
Hillary Clinton de visita à Zambia 路透社

De visita à Zambia, a primeira etapa do seu périplo africano, Hillary Clinton afirmou que o continente africano deve acautelar-se com um novo "colonialismo", provocado pela expansão da intervenção chinesa em África.  

Publicidade

A chefe da diplomacia americana, Hillary Clinton, efectua um périplo por África, sendo Luzaca a primeira etapa da sua ronda de cinco dias pelo continente. O objectivo desta deslocação é reforçar as relações comerciais com o continente africano.

Durante este périplo, Hillary Clinton passará pela Tanzânia e Etiópia onde vai rever a política de ajuda americana a África, salientando as medidas da administração Obama para combater o vírus da sida no continente, aumentar a segurança alimentar e fomentar o crescimento económico.

Em Luzaca, Hillary Clinton mostrou-se preocupada com a intervenção da China em África, denunciando o que chamou de um "neocolonialismo chinês". João Matos entrevistou o coronel Correia de Barros, do Instituto de Estudos Estratégicos de Luanda, que não concorda com as afirmações feitas por Clinton lamentando na sua análise à visita que a chefe da diplomacia americana não tenha incluído Luanda no seu périplo.

Correia de Barros, Instituto de Estaudos Estratégicos de Luanda

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.