Acessar o conteúdo principal
ANGOLA

Actualização do registo eleitoral em Angola gera polémica

Marginal de Luanda
Marginal de Luanda Reuters
Texto por: RFI
4 min

As autoridades angolanas pretendem levar a cabo de 29 de Julho a 16 de Dezembro a actualização do registo eleitoral. A oposição discorda do arranque deste processo sem a prévia aprovação do pacote eleitoral.

Publicidade

Angola deve realizar eleições gerais em 2012. O país começa já a preparar esse processo. As autoridades pretendem realizar, assim, a actualização do registo eleitoral entre 29 de Julho e 16 de Dezembro.

A oposição insurge-se contra tal arranque sem atempadamente se aprovar o chamado "pacote eleitoral" que deve prever, designadamente, a composição da Comissão de eleições.

Este trata-se de um órgão de extrema importância para o desenrolar de eleições; sectores da oposição angolana admitem ter dúvidas quanto à sua independência já que ele seria dominado por figuras conotadas com o MPLA, partido no poder.

Os opositores referem que enquanto estiverem em curso os debates incidindo, nomeadamente, sobre a composição da futura comissão este órgão não deveria começar a superintender a actualização do registo eleitoral.

Uma posição reafirmada por Eduardo Kwanguana, líder do PRS, na oposição angolana, entrevistado por Liliana Henriques.

 

Eduardo Kwangana, presidente do PRS

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.