UNIÃO AFRICANA/GUINÉ EQUATORIAL

Conselho Executivo da União Africana reunido na Guiné Equatorial.

O presidente da comissão da União Africana, Jean Ping, na abertura do Conselho executivo da UA em Malabo a 26 de Junho de 2011
O presidente da comissão da União Africana, Jean Ping, na abertura do Conselho executivo da UA em Malabo a 26 de Junho de 2011 UA

O Conselho Executivo da União Africana está reunido desde ontem em Malabo, capital do país, para preparar a Sessão Extraordinária do Conselho de Ministros da União Africana, que se realiza a 28 deste mês, antecedendo a XVII Conferência de Chefes de Estado e de Governos, marcada para 30 de Junho a 1 de Julho.

Publicidade

A cerimónia abriu com um discurso de Jean Ping, presidente da Comissão da União Africana, onde este se mostrou optimista quanto ao futuro do continente, destacando a capacidade de resistência face à crise financeira, e congratulando os avanços rumo à democracia, nomeadamente no Egipto, na Tunísia e na transição  costa-marfinense, sem no entanto esquecer a crise na Líbia.

Estes são alguns dos temas que irão dominar a agenda dos chefes da diplomacia africana, como referiu Corsino Tolentino, politólogo e responsavel pelo Instituto da África Ocidental, na Cidade da Praia em Cabo Verde.

Corsino Tolentino

A questao líbia conheceu novos desenvolvimentos, com o Tribunal Penal Internacional a emitir hoje um mandado de captura contra o líder Muammar Kadhafi, um dos filhos, Saif Al Islam, e ainda para o chefe dos Serviços Secretos líbios, acusados de crimes contra a humanidade. Um "curto circuito" para Corsino Tolentino.

Corsino Tolentino

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.