Acessar o conteúdo principal
GUINÉ-BISSAU

Candidatos contestatários na Guiné-Bissau recebidos pelo decano dos embaixadores

Parte dos 5 candidatos que contestam os resultados da primeira volta das eleições presidenciais com, ao centro, Serifo Nhamadjo
Parte dos 5 candidatos que contestam os resultados da primeira volta das eleições presidenciais com, ao centro, Serifo Nhamadjo Liliana Henriques/RFI
Texto por: RFI
5 min

O embaixador senegalês, decano do corpo diplomático acreditado na Guiné-Bissau, recebeu hoje em audiência os cinco candidatos contestatários dos resultados da primeira volta das eleições presidenciais. Mamadu Niang apelou a que eventuais recursos sejam submetidos aos órgãos competentes.

Publicidade

Os cinco candidatos (Kumba Yalá, Serifo Nhamadjo, Henrique Rosa, Afonso Té, Serifo Baldé) que contestam os resultados da primeira volta das eleições presidenciais de 18 de Março apelaram hoje à calma e serenidade do povo guineense no braço de ferro que se instaurou após o referido escrutínio.

O primeiro dentre eles, o antigo chefe de Estado Kumba Yalá, deveria disputar a segunda volta com o mais votado dos candidatos da primeira, o primeiro-ministro cessante, Carlos Gomes Júnior.

Mas o grupo dos 5 contestatários continua a denunciar fraudes, deram entrada na CNE, Comissão nacional de eleições, com uma reclamação e Kumba Yalá recusa apresentar-se ao segundo turno do escrutínio.

Os candidatos em causa avistaram-se, mesmo, com o embaixador do Senegal em Bissau, Mamadu Niang, a quem apresentaram os seus argumentos.

Este (aqui dobrado por Adriano Salgueiro) apelou a que recursos eventuais fossem submetidos aos órgãos competetentes.

Mamadu Niang, embaixador do Senegal em Bissau

Serifo Nhamadjo, o terceiro candidato mais votado, falou à imprensa na saída do encontro e prometeu prosseguir com a contestação do resultado da primeira volta.

Serifo Nhamadjo, 3° candidato mais votado

Com a colaboração de Mussá Baldé, correspondente em Bissau

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.