Acessar o conteúdo principal
Moçambique

Governo de Moçambique vai dialogar com a Renamo, em Maputo

Maputo, capital moçambicana.
Maputo, capital moçambicana.
Texto por: RFI
3 min

O porta-voz do Conselho de Ministros, Henrique Banze, anunciou hoje que o Governo aceitou o pedido de audiência da Remano, em data ainda por fixar. O governo de Moçambique nomeou uma comissão para dialogar com o maior partido da oposição acerca dos acordos de paz assinados em 1992, em roma, que a Renamo afirma não estarem a ser cumpridos.

Publicidade

Foi na reunião extraordinária realizada nesta quinta-feira que o conselho de ministros decidiu aceitar o pedido de audiência da Renamo, tendo nomeado uma comissão, chefiada pelo ministro da Agricultura, José Pacheco.
A Renamo exigia falar com o Presidente da República ou com alguns representantes do governo, para se debruçaram sobre o Acordo Geral de Paz, assinado em 1992, em Roma, que a Renamo afirma não estar a ser respeitado.

O líder da Renamo, Afonso Dhlakama, que se retirou da sua residência, em Nampula, no norte de Moçambique para uma antiga base do movimento, na serra da Gorongosa ( centro do País) exigia que o Presidente da República, Armando Guebuza, se deslocasse ali para o encontro. Mas o governo anunciou hoje apenas estar disponível para se encontrar com a Renamo, em Maputo. A data deste encontro não foi ainda agendada.

O nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa, conta os pormenores:
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.