Acessar o conteúdo principal
São Tomé e Príncipe

Crise política em São Tomé e Príncipe agudiza-se

Miguel Martins/RFI
Texto por: RFI
5 min

O Presidente são-tomense, Manuel Pinto da Costa, iniciou esta Terça feira encontros com os partidos com assento parlamentar, para tentar encontrar uma solução para a crise política que se instalou no arquipélago. Mas nada será fácil.

Publicidade

A situação já era tensa, mas envenenou-se quando o Presidente do Parlamento, Evaristo de Carvalho, se demitiu, esta Segunda feira, alegando falta de "espaço para tolerância e diálogo sério e honesto". Os partidos da oposição propuseram imediatamente um candidato ao cargo de Presidente do Parlamento, tendo igualmente apresentado uma proposta para uma sessão plenária, para amanhã, Quarta feira. Mas a ADI, Acção Democrática Independente, partido no poder, afirma que isso é inconstitucional.

No intuito de encontrar uma solução para a crise política que se instalou no arquipélago, o Presidente são-tomense, Manuel Pinto da Costa, iniciou esta Terça feira encontros com os partidos com assento parlamentar. O nosso correspondente em São Tomé e Príncipe, Maximino Carlos, dá mais pormenores.

Correspondência de São Tomé e Príncipe

 

Entretanto, a RFI deu a palavra a Levi Nazaré, Secretário-geral da ADI, Acção Democrática Independente, partido no poder. Este fala numa « anarquia parlamentar », critica a postura da oposição, e afirma que eles querem desestabilisar o País. Oiça aqui.

Entrevista de Levi Nazaré

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.