Guiné-Bissau

União Africana admite levantar suspensão da Guiné-Bissau da organização

Ovídeo Pequeno, representante especial da União Africana em Bissau
Ovídeo Pequeno, representante especial da União Africana em Bissau DR

O representante especial da União Africana em Bissau, admite esta hipótese e reitera a disponibilidade da comunidade internacional em apoiar financeiramente a realização de eleições em 2013.

Publicidade

Em conferência de imprensa hoje em Bissau, o antigo chefe da diplomacia sãotomense Ovídeo Pequeno, fazendo o balanço da última reunião do Conselho de Paz e Segurança desta organizaçao - órgão presidido desde ontem por Angola - admitiu que a UA pode levantar ainda este mês a suspensão da Guiné-Bissau da organização, mediante a aprovação de um roteiro de transição e de um pacto de regime, visando a nomeação de um governo inclusivo.

Ovídeo Pequeno, representante UA na Guiné-Bissau

A Guiné-Bissau, recorde-se, foi suspensa da União Africana na sequência do golpe de Estado militar de abril do ano passado.

Ovídeo Pequeno, reiterou ainda a disponibilidade da Comunidade Internacional em apoiar financeiramente a realização de eleições ainda este ano na Guiné-Bissau e recordou que recentemente em Adis Abeba, a União Europeia assumiu esse compromisso.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.