Guiné-Bissau

Principais partidos da Guiné-Bissau assinam memorando de entendimento

Vozes na sociedade civil consideram que em vez de instalar um governo inclusivo é preciso reconciliar a família do PAIGC
Vozes na sociedade civil consideram que em vez de instalar um governo inclusivo é preciso reconciliar a família do PAIGC Liliana Henriques / RFI

Os dois principais partidos da Guiné-Bissau assinaram, nesta sexta-feira, um memorando de entendimento onde consta a remodelação do actual executivo mantendo o primeiro-minsitro, Rui de Barros.

Publicidade

A sede da União Africana em Bissau foi o local escolhido para a assinatura do acordo entre os dois principais partidos e juntou o primeiro vice-presidente do PAIGC, Manuel Saturnino da Costa, e o Presidente do PRS, Alberto Nambeia.

O documento rubricado pelo PAIGC e pelo PRS diz que o actual primeiro-ministro Rui de Barros se vai manter no cargo e o governo será remodelado com figuras saídas dos dois partidos. O acordo prevê a divisão de pastas entre os dois partidos, a construção de um novo espaço de diálogo e de consertação que perdure além do período de transição, o respeito pela Constituição e de outras leis decorrentes do golpe de Estado de 12 de Abril do ano passado.

Vítor Pereira da direcção do PRS disse que os dois partidos esperam agora que o acordo possa abrir as portas da Comunidade Internacional em relação ao país. O representante da União africana, o embaixador Ovídeo Pequeno, disse que este acordo mostra a vontade das duas forças políticas em ultrapassar obstáculos e pediu esforços para que haja um consenso alargado da classe política guineense. Já o Joaquim Gonzalez Ducay, embaixador da União Europeia, disse tratar-se de uma etapa importante para a criação de soluções que coloquem um ponto final na crise política que se vive na Guiné-Bissau.

Correspondência da Guiné-Bissau

Com a colaboração do nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.