Angola

Cuba e Angola querem relançar cooperação bilateral

Mapa de Angola
Mapa de Angola DR

O vice-presidente do conselho de ministros de Cuba, está de visita a Luanda, com o objectivo de relançar a cooperação bilateral abrindo-se a outros sectores como o militar que não o clássico da saúde.

Publicidade

As autoridadades angolanas estão de novo interessadas na cooperação bilateral com o velho aliado de Cuba desde a altura da independência de Angola.

 

Isto ficou patente na visita que o vice-presidente cubano do conselho de ministros Ricardo Ruiz efectua desde sexta feira e por oito dias a Luanda onde já teve encontros com várias autoridades angolanas designadamente o ministro angolano das relações exteriores, Jorge Chikoti.

 

O primeiro passo do reforço dessa cooperação, no dizer do chefe da diplomacia angolana, será o de "encontrar o coordenador" para melhorar essas relações.

 

Cuba gostaria de aprofundar as relações de cooperação existentes nas áreas da saúde e educação, mas também o seu alargamento para os sectores do turismo, militar, recursos mineiros entre outros.

 

No sector da agricultura, porém, ainda está bem viva na memória das pessoas, a passagem nefasta dos cubanos pela indústria da cana de açúcar da localidade de Catumbela, na parte sudoeste do país entre as províncias de Benguela e da Huíla.

 

Segundo o Padre Pio Wakussanga, pároco de Nossa Senhora de Fátima da comuna dos Gambos, na província da Huíla, todo o tipo de cooperação que sirva para ajudar a população carenciada daquela região é bem-vinda, recordando no entanto, que os cubanos deram cabo da produção local do açúcar angolano.

 

 

Padre angolano Wakussanga, pároco da comuna dos Gambos

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.