Moçambique

Presidente Armando Guebuza defende projecto agrícola de desenvolvimento em Moçambique

Armando Guebuza, Presidente de Moçambique
Armando Guebuza, Presidente de Moçambique Reuters / Grant Lee Neuenburg
Texto por: RFI
4 min

No Japão, a participar na cimeira nipónico-africana de Tóquio, o presidente moçambicano, Armando Guebuza, defende o projecto agrícola Pró-Savana, com apoio japonês, e que está a ser denunciado por organizações da sociedade civil.

Publicidade

"O movimento despoletado por organizações da sociedade civil, tem a sua importância", afirma o chefe de estado moçambicano Armando Guebuza, "mas a Pró-Savana é um projecto agrícola de desenvolvimento da agricultura que vai ajudar os camponeses moçambicanos que terão mais terra arável e mais benefícios".

 

O presidente moçambicano, respondia assim às denúncias feitas por organizações da sociedade civil moçambicanas e estrangeiras do Pró-Savana, projecto de desenvolvimento agrícola em Moçambique, financiado pelo Japão e o Brasil.

 

As declarações do presidente moçambicano, Armando Guebuza, foram feitas em Tóquio, onde ele participa na cimeira entre o Japão e África, onde as autoridades japonesas anunciaram aliás ajudas e investimentos para os próximos cinco anos que rondam os 24 mil milhões de euros.

 

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa. 

 

 

Orfeu Lisboa, correspondente em Maputo

 

Acompanhe-nos nas redes sociais.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.