Acessar o conteúdo principal
Angola

Menor detido sob a acusação de difamar o Presidente de Angola

Convocação para a manifestação anti-regime no próximo 19 de Setembro em Luanda
Convocação para a manifestação anti-regime no próximo 19 de Setembro em Luanda
Texto por: Liliana Henriques
4 min

Manuel Civonda Baptista Nito Alves, jovem activista de 17 anos do "Movimento Revolucionário", foi detido na passada quinta-feira em Luanda por ter em sua posse camisolas que deviam ser exibidas na manifestação do seu movimento no dia 19 de Setembro e cujos slogans seriam alegadamente difamatórios para o Presidente Angolano.

Publicidade

Para além da inscrição "José Eduardo dos Santos Fora! Ditador nojento", também se podia ler no verso das referidas camisolas a expressão "Povo Angolano, quando a guerra é necessária e urgente", uma citação do título de um livro do jornalista Domingos Cruz, publicado em 2009. Atacado em justiça sob a acusação de incitação à desobediência colectiva, Domingos Cruz acabou por ser absolvido a 6 de Setembro pelo Tribunal Provincial de Luanda.

De acordo com o seu advogado Zola Ferreira, ligado à associação "Mãos Livres", Manuel Civonda Baptista Nito Alves foi preso quando estava a imprimir as camisolas. Levado num primeiro tempo para a Esquadra do Bairro da Capalanca para depois ser levado no dia a seguir para o Comando Geral da Polícia de Luanda, o activista aguarda em detenção a possibilidade de ser ouvido pelo procurador.

Na óptica do advogado Zola Ferreira, o trabalho de instrução do dossier do jovem activista não tem sido feito de forma apropriada e a polícia poderia estar a travar o andamento do seu processo no intuito de obter elementos para o condenar.

Zola Ferreira, advogado do jovem activista Manuel Nito Alves

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.