Acessar o conteúdo principal
Angola

Gastos em competições desportivas em Angola em questão

Texto por: RFI
6 min

Quando faltam dois dias para o arranque do Campeonato Mundial de Hóquei em Angola, o país está a viver ao ritmo das inaugurações de infra-estruturas para receber o evento desportivo com pano de fundo de críticas por parte de várias organizações.

Publicidade

Entre as vozes críticas, destaca-se o Movimento Revolucionário que organiza esta quinta-feira uma marcha cuja palavra de ordem é a luta pela justiça social. Entre outras questões, os promotores dessa manifestação questionam os gastos inerentes à organização do Campeonato Mundial de Hóquei em Angola.

Os pormenores com o nosso correspondente em Luanda, Avelino Miguel.

Avelino Miguel, correspondente da RFI em Luanda

Enquanto os membros do Movimento Revolucionário se preparam para sua manifestação de amanhã em Luanda, permanece detido um dos seus membros, Manuel Nito Alves, 17 anos, detido desde a passada quinta-feira. Recorde-se que Nito Alves foi preso no momento em que tinha em sua posse camisolas que deviam ser exibidas na manifestação de amanhã e cujos slogans foram considerados difamatórios para o Presidente José Eduardo dos Santos.

Manuel Nito Alves que no espaço de uma semana de detenção não teve acesso aos seus familiares nem ao seu advogado, deveria ter comparecido perante a justiça esta quarta-feira para responder à acusação de difamação contra o Presidente da República. Todavia, tal não aconteceu, o seu advogado Zola Ferreira indicando que a Procuradoria encara agora a hipótese de acusar o jovem activista de atentado contra a segurança do Estado.

Zola Ferreira, advogado de Manuel Nito Alves entrevistado por Liliana Henriques

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.