Acessar o conteúdo principal
Guiné-Conacri

Último dia de campanha para as legislativas da Guiné-Conacri

Confrontos entre jovens militantes da oposição e forças da ordem no dia  23 de Setembro 2013 em Conacri.
Confrontos entre jovens militantes da oposição e forças da ordem no dia 23 de Setembro 2013 em Conacri. AFP FOTO / CELLOU BINANI
Texto por: RFI
4 min

Terminou hoje a campanha eleitoral para as legislativas de Sábado na Guiné-Conacri. Depois de cerca de 3 anos de adiamento do escrutínio, mais de 5 milhões de eleitores vão ser chamados às urnas para eleger os seus deputados num contexto de tensão política, de rivalidades étnicas e de rumores sobre um possível golpe de Estado.

Publicidade

No total, 1714 candidatos repartidos por cerca de 30 listas concorrem para ocupar 114 assentos parlamentares. Apesar do grande número de candidaturas, analistas consideram que o escrutínio vai resumir-se em apenas duas coligações respectivamente constituídas à volta do partido do Presidente Alpha Condé e do movimento do seu principal opositor e antigo adversário nas presidenciais Cellou Dalein Diallo.

Os preparativos das legislativas ocorreram num clima de desconfiança. A oposição acusa o Presidente da Comissão Nacional de Eleições de estar próximo do poder e muitas pessoas se têm queixado de não ter tido a possibilidade de obter os seus cartões de eleitor. A contestação política foi marcada por manifestações que degeneraram em mortíferos confrontos.

Fernando Pereira, correspondente da RFI em Conacri faz-nos o relato deste derradeiro dia de campanha.

Correspondência de Fernando Pereira em Conacri

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.