Angola

Presidente angolano contra cultura da morte na mensagem à nação

Le président angolais José Eduardo dos Santos.
Le président angolais José Eduardo dos Santos. http://pt.wikipedia.org

Na sua mensagem de fim-do-ano, o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, condenou a cultura da morte  ou do assassínio por razões políticas.

Publicidade

Na sua mensagem à nação, o chefe de estado angolano, José Eduardo dos Santos, reafirmou que a cultura da morte não é prática em Angola, e que a liberdade de expressão e de opinião e a democracia, não devem abrir o caminho à calúnia e ao insulto.

 

O Presidente angolano, prometeu um futuro melhor  às mulheres e aos jovens, sublinhando que em 2014, haverá mais emprego e  mais formação à juventude e mais apoio à mulher rural.

 

Foi um discurso sem novidades, denunciou a oposição angolana, que defendeu que o Presidente José Eduardo dos Santos, devia pedir desculpa aos angolanos pelas vítimas mortais provocadas pela polícia angolana.

 

Para o Presidente da UNITA, maior partido da oposição, Isaías Samakuva, o governo é o epicentro da corrupção em Angola, tendo defendido no seu discurso de fim-do-ano, um contrato social para o país.

 

Avelino Miguel, correspondente em Luanda

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.