Acessar o conteúdo principal
Guiné-Bissau

Nova liderança para o principal partido da Guiné-Bissau

Domingos Simões Pereira, antigo secretário executivo da CPLP e novo líder do PAIGC
Domingos Simões Pereira, antigo secretário executivo da CPLP e novo líder do PAIGC Liliana Henriques
Texto por: RFI
2 min

O PAIGC, Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde, tem desde ontem um novo presidente, Domingos Simões Pereira, antigo secretário executivo da CPLP, que foi eleito no quadro do oitavo congresso da principal força política da Guiné-Bissau em Cacheu, no norte do país.

Publicidade

O novo presidente do partido e candidato para o cargo de primeiro-ministro arrecadou 60,6% dos votos frente aos seus adversários, Braima Camara que obteve 37,3% dos sufrágios e Aristides Ocante da Silva que alcançou 1,2% num total de 1167 votos. Domingos Simões Pereira sucede a Carlos Gomes Júnior, Primeiro-ministro derrubado pelo golpe de Estado de Abril de 2012 e líder do PAIGC durante doze anos.

Reagindo à eleição de Domingos Simões Pereira cuja candidatura apoiou, Carlos Gomes Júnior assumiu-se hoje como ex-presidente do partido e desejou "a melhor sorte" ao seu sucessor e expressou o anseio de que consiga criar uma direcção "forte e coesa" bem como "unir a família" do partido.

Esta foi precisamente uma das metas definidas pelo novo líder do PAIGC. Expressando-se perante os delegados do partido pela primeira vez desde a sua eleição, Domingos Simões Pereira defendeu o regresso ao país dos políticos forçados ao exílio com o golpe de Estado de 2012 e também definiu como sua prioridade o restabelecimento da união no seu partido.

Mais pormenores com o nosso correspondente Mussa Baldé.

Mussa Baldé, correspondente da RFI em Bissau

Esta eleição foi igualmente seguida no exterior, nomeadamente pela União Europeia que, apesar de se regozijar com a escolha de um novo presidente para o PAIGC, também referiu que a sua prioridade continua a ser a realização das eleições. Previstas para o dia 16 de Março, as presidenciais e legislativas poderiam eventualmente conhecer um adiamento de duas semanas devido aos atrasos que têm marcado o recenseamento eleitoral.

Paralelamente, refira-se ainda que neste contexto pré-eleitoral, tal como anunciado, o presidente de Agência Nacional de Aviação Civil concretizou a sua candidatura às presidenciais. Nuno Nabian que na semana passada efectuou uma digressão pela Europa para angariar apoios à sua campanha, depositou hoje a sua candidatura junto ao Supremo Tribunal. Esta candidatura independente recolhe o apoio de Kumba Ialá, antigo Presidente da República e fundador do PRS, partido que por sua vez designou recentemente como candidato às presidenciais Abel Incada, empresário e vice-presidente da Câmara do Comércio da Guiné Bissau.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.