Acessar o conteúdo principal
Moçambique

Afonso Dhlakama optimista quanto à paridade nas forças de segurança em Moçambique

Afonso Dlhakama, líder da RENAMO, na oposição em Moçambique
Afonso Dlhakama, líder da RENAMO, na oposição em Moçambique Miguel Martins/RFI
Texto por: Vitor Matias
1 min

Afonso Dhlakama, o líder da Renamo, principal partido da oposição, em Moçambique, deu uma entrevista telefónica a vários jornalistas, aos quais manifestou o seu optimismo quanto ao desfecho do diálogo político sobre a paridade nas forças de defesa e segurança. Dlhakama sublinhou que essa exigência do seu partido é   possível, e constitucional.  

Publicidade

Numa entrevista telefónica a partir da Gorongosa, Afonso Dhlakama lembrou que não está a inventar nada de novo, visto que até nos protocolos - incluindo o de Roma (Acordo Geral de Paz, assinado entre Governo e Renamo em 1992) - está escrito "Cinquenta por cento da força de cada lado, para fazer um exército profissional em Moçambique".
O correspondente da RFI em Maputo, Orfeu Lisboa, dá mais pormenores sobre esta entrevista, e a situação de impasse existente actualmente entre a Renamo e o Governo.

Correspondência de Moçambique

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.