Acessar o conteúdo principal
MOÇAMBIQUE

Líder da oposição moçambicana afirma que não vai retaliar

Afonso Dlhakama, líder da RENAMO, na oposição em Moçambique
Afonso Dlhakama, líder da RENAMO, na oposição em Moçambique Miguel Martins/RFI
Texto por: RFI
4 min

O líder do movimento da perdiz, Afonso Dhlakama, em teleconferência transmitida na sede da Renamo em Maputo, alega que não vai retaliar militarmente à detenção que considerou ilegal do seu porta-voz António Muchanga. O presidente do maior partido da oposição, em parte incerta há largos meses pede garantias da comunidade internacional para qualquer encontro com o chefe de Estado.

Publicidade

O presidente moçambicano, Armando Guebuza, em conferência aberta actualmente em Sofala insistiu no diálogo para resolver o diferendo político-militar. O mais alto magistrado da nação lançou o repto a Dhlakama para que se encontrem em Maputo. Todavia o líder da Renamo receia pela sua segurança e, mesmo, pela sua vida, pedindo garantias à comunidade internacional nesse contexto.

Dhlakama que se encontraria, precisamente, na região da Gorongosa, na mesma província central de Sofala, está em parte incerta desde que o exército assumiu o controlo da sua antiga base naquela área.

Desde então o país continua a viver ao ritmo de ataques atribuídos a homens armados da Renamo e consequentes ripostas das forças armadas, e numa altura em que só faltam três meses para as eleições gerais de 15 de Outubro.

Um pleito ao qual concorre, nomeadamente, Afonso Dhlakama, pela Renamo e Filipe Nyussi, da Frelimo, partido no poder, já que o presidente cessante não se pode voltar a candidatar.

A prisão na passada segunda-feira do porta-voz do líder da Renamo, António Muchanga, acusado de incitação à violência, e isto à margem de uma reunião do Conselho de Estado, veio confirmar o agudizar de tensões em Moçambique e teria estado na origem do pronunciamento de hoje de Afonso Dhlakama.

Este denuncia a alegada inconstitucionalidade da detenção que considerou uma provocação.

Orfeu Lisboa, correspondente em Maputo, acompanhou a teleconferência.

Correspondência de Maputo

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.