Acessar o conteúdo principal
Cabo Verde

Cabo Verde : descartado perigo de poluição ao largo da Ilha da Boavista

Praia na Ilha da Boa Vista, Cabo Verde.
Praia na Ilha da Boa Vista, Cabo Verde. DR
Texto por: Isabel Pinto Machado
5 min

A Agência Marítima e Portuária de Cabo Verde, descarta riscos de poluição marítima, na sequência do encalhe do navio "John Miller" perto do porto de Sal-Rei, numa zona isolada ao largo da Ilha da Boavista.

Publicidade

A Empresa Nacional de Combustíveis de Cabo Verde, ENACOL, proprietária do navio "John Miller"que encalhou na madrugada de domingo (3/08/2014) ao largo da Ilha da Boavista, garantiu em comunicado a ausência de quaisquer danos humanos ou ambientais, apesar das 60 toneladas de combustível a bordo. 

Técnicos da petrolífera portuguesa GALP Energia, accionista da ENACOL, estão a auxiliar as autoridades competentes para a remoção do navio e do combustível, transportado na sua maioria em tanques contentorizados, o que diminui os riscos de poluição.

Das 60 toneladas a bordo, apenas 8 toneladas de gasóleo para consumo do "John Miller" poderão causar alguma poluição, se o porão do navio se romper e estas não forem removidas a tempo, como afirma José Fortes, presidente da Agência Marítima e Portuária de Cabo Verde, garante que "não haverá impacto ambiental, pois o eventual derrame, se houver algum risco, está muito bem isolado, naquela zona do ilhéu que não é banhável, mas...está tudo neste momento sob controlo".

José Fortes, presidente Agência Marítima e Portuária de Cabo Verde

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.