Acessar o conteúdo principal
África lusófona

Assassínio de familiar de inspectora da Polícia Judiciária preocupa autoridades de Cabo Verde

Supremo Tribunal de Justiça  de Cabo Verde
Supremo Tribunal de Justiça de Cabo Verde Liliana Henriques / RFI
Texto por: RFI
4 min

Após o  assassínio da mãe de  uma  inspectora da Polícia  Judiciária, o  Ministério Público  de Cabo Verde  manifesta sérias precocupações  perante a  escalada da criminalidade.      

Publicidade

O Procurador-Geral da República de Cabo Verde, Oscar Tavares,  deu o alerta para o  que ele qualifica de fracasso das autoridades cabo verdianas na sua luta contra a criminalidade no país. As  preocupações do  magistrado exprimem-se na sequência do assassinato ocorrido na cidade da Praia e  do qual  foi vítima a mãe  da inspectora da Polícia Judiciária Cátia Tavares, que  investigou e desepemhou  um  papel crucial  na  condenação dos arguídos no processo Lancha Voadora . A criminalidade  que regista um crescendo  em Cabo Verde  é avaliada nos círculos dirigentes como uma grave ameaça que tem abalado a paz social, no arquipélago República do Atlântico sul.

Oscar  Tavares defende outros modelos de investigação para se lutar contra a  criminalidade em Cabo Verde e  promete à semelhança do Primeiro-Ministro José  Maria das Neves que tudo será feito, dentro do estrito quadro  legal , para se identificar e punir os indivíduos envolvidos no assassínio da mãe de Cátia Tavares, que desencadeou uma  vaga de emoção em todo o país.

 

Mais pormenores de Cabo Verde com Odair Santos. 

 

Correspondência Cabo Verde 19.09.2014

                   

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.