MOÇAMBIQUE

Moçambique em contagem decrescente para as eleições gerais

Mercado do Fajardo, Maputo
Mercado do Fajardo, Maputo Cristiana Soares

Mais de dez milhões de moçambicanos são chamados às urnas amanhã para as eleições presidenciais, legislativas e para as assembleias provinciais.  Abdul Carimo, presidente da Comissão Nacional de Eleições, exortou os eleitores a votarem de forma ordeira.

Publicidade

Mais de dez milhões de moçambicanos são chamados às urnas, amanhã, para escolher o próximo Presidente e a composição da Assembleia da República.

A campanha eleitoral terminou no domingo e, para trás, ficou uma corrida de três candidatos presidenciais - Filipe Nyusi, da Frelimo, Afonso Dhlakama, da Renamo, e Daviz Simango, do MDM. 

Afonso Dhlakama entrou oficialmente na campanha com mais de uma semana de atraso e só depois de assinar o acordo de cessação das hostilidades com o Presidente Armando Guebuza, a 05 de Setembro, pondo fim ao conflito iniciado em 2012 e que o levou a confinar-se em parte incerta na Gorongosa.

Há seis mil observadores nacionais e mil internacionais (União Europeia, União Africana, Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Centro Carter, Commonwealth e Instituto Eleitoral para a Democracia Sustentável em África).

A missão do Observatório Eleitoral vai proceder à observação móvel e à contagem paralela. A enviada especial da RFI a Maputo , Cristiana Soares entrevistou Anastácio Chembeze, director-executivo interino do Observatório Eleitoral.

Convidado Observatório Eleitoral 14/10/14

Hoje, Abdul Carimo, presidente da Comissão Nacional de Eleições, apelou a todos os moçambicanos para “votar por eleições livres, justas e transparentes”.

“Exortamos todos os moçambicanos para se dirigirem o mais cedo possível às mesas de voto, para permanecerem ordeira e pacificamente nas filas e que, depois de exercerem o direito de voto deixem tranquilamente as assembleias de voto”, apelou Abdul Carimo.

Abdul Carimo, presidente da Comissão Nacional de Eleições

Para “medir” o interesse dos moçambicanos quanto ao escrutínio de amanhã, Cristiana Soares foi ouvir os eleitores em dois mercados de Maputo.

As opiniões dos moçambicanos

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe todas as notícias internacionais baixando o aplicativo da RFI