SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Confirmação da maioria absoluta da ADI em São Tomé e Príncipe

Miguel Martins/RFI

O Tribunal constitucional anunciou os resultados definitivos das eleições legislativas de 12 de Outubro. A Assembleia nacional (55 deputados) contará com 33 mandatos da ADI, que obtém maioria absoluta, o MLSTP-PSD arrecada 16 lugares no parlamento, o PCD ficará com 5 assentos e a UDD consegue eleger um parlamentar.

Publicidade

Neste contexto o presidente da república, Manuel Pinto da Costa, deve pedir ao partido mais votado, no caso a ADI, para formar governo.

Uma verdadeira desforra para o ex primeiro-ministro são-tomense que após ter sido exonorado por decreto presidencial e ter visto o seu executivo cair na sequência de uma moção de censura regressa às lides, e agora com uma maioria absoluta inédita no arquipélago.

O país que sempre viveu ao ritmo da instabilidade política e da queda sucessiva de governos e de atritos entre os dois responsáveis dos órgãos de soberania que são o chefe de Estado e o primeiro-ministro.

Maximino Carlos, correspondente em São Tomé, tem mais informação.

Correspondência de São Tomé

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe todas as notícias internacionais baixando o aplicativo da RFI