MOÇAMBIQUE

Moçambique: Diálogo continua num impasse

O Presidente Armando Guebuza e o líder da Renamo Afonso Dhlakama aquando da ratificação do acordo de cessação das hostilidades a 5 de Setembro de 2014
O Presidente Armando Guebuza e o líder da Renamo Afonso Dhlakama aquando da ratificação do acordo de cessação das hostilidades a 5 de Setembro de 2014 Orfeu Lisboa

Terminou num impasse a octagésima segunda ronda de diálogo entre o Governo e a Renamo. Neste encontro à porta fechada, as partes deviam chegar a um consenso sobre a intregação dos homens do principal partido de oposição no exército e na polícia.

Publicidade

Não houve consenso entre a Renamo e o Governo na octagésima segunda ronda de diálogo político. Isto porque a Renamo exige do Governo, a aprovação de um modelo de integração e enquadramento dos seus homens, numa altura em que os peritos militares nacionais e estrangeiros são já esperados nas províncias a partir de quarta-feira para monitorar o processo de cessar-fogo.

A Renamo, pela voz de Saimone Macuiana, diz que o importante é aprovar-se o modelo de enquadramento. Enquanto o representante da delegação do executivo, José Pacheco, diz ser urgente que a Renamo entregue a lista com o número de homens a ser integrados.

Mais pormenores com o nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa.

Correspondência de Orfeu Lisboa

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe todas as notícias internacionais baixando o aplicativo da RFI