Acessar o conteúdo principal
MOÇAMBIQUE

Afonso Dhlakama continua a exigir governo de gestão

Cristiana Soares/RFI
Texto por: RFI
4 min

Afonso Dhlakama reagiu hoje a partir de Chimoio, na província de Manica, à investidura de ontem de Filipe Nyusi, o novo presidente moçambicano. O líder da Renamo, maior partido da oposição, volta a exigir um governo de gestão e o respeito pelo acordo de fim das hostilidades.

Publicidade

Um dia após a cerimónia de investidura de Filipe Nyusi, o novo presidente de Moçambicano, Afonso Dhlakama decidiu reagir e contestar esta tomada de posse.

"Acredito que se ele for presidente da Frelimo, talvez tenha capacidade de negociar com a Renamo em nome do povo para repor tudo o quanto aconteceu. Estamos a exigir um governo de gestão como forma de procedermos a reformas em vários aspectos e em vários sectores da administração pública. Muita coisa no país para permitir que as futuras eleições não venham tendo o mesmo problema", declarou Afonso Dhlakama.

O líder da Renamo exige igualmente o respeito do acordo de fim das hostilidades.

"Não há nada que está a ser implementado. Já que ele tomou posse como presidente, acredito que poderá continuar a completar a dívida que o Guebuza deixou", afirmou Afonso Dhlakama.

Mais pormenores com o nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa.

Correspondência de Moçambique

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.