Guiné-Bissau

Primeiro-ministro guineense minimiza alegado clima de tensão com o Presidente

Palácio da Presidência da Guiné-Bissau.
Palácio da Presidência da Guiné-Bissau. Liliana Henriques / RFI

O primeiro ministro da Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira foi recebido hoje em audiência pelo Presidente José Mário Vaz para evocar com ele os preparativos da mesa redonda de doadores marcada para 25 de Março em Bruxelas, o chefe do governo guineense tendo indicado que a União Europeia vai pagar a deslocação da comitiva do seu país à reunião.

Publicidade

Ao dar conta da sua satisfação com os sinais que tem recebido relativamente à perspectiva da mesa redonda, o primeiro-ministro comentou igualmente o clima de tensão que alegadamente reina entre ele e o Presidente guineense, desentendimentos que de acordo com o ultimo relatório do representante especial do secretário-geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau, Miguel Trovoada, poderiam ser um factor potenciador de instabilidade.

A saída do seu encontro de cerca de duas horas e meia com o Chefe de Estado, o primeiro-ministro reconheceu a delicadeza das coisas que tem tratado com o presidente mas referiu estar "satisfeito por nenhum dos dois fugir dos assuntos difíceis".

Mais pormenores com Mussa Baldé.

Mussa Baldé, correspondente da RFI em Bissau

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.