Guiné-Bissau

PRS homenageia Kumba Yalá com canta-choro

PRS homenageia Kumba Iala com canta-choro
PRS homenageia Kumba Iala com canta-choro AFP FOTO/ ISSOUF SANOGO

Os dirigentes, militantes e simpatizantes do Partido da Renovação social dirigem-se para Pkon, no norte de Bissau, para participarem no toca-choro, ritual de evocação à figura do defunto presidente guineense, Kumba Yalá.

Publicidade

É seguramente o acontecimento étnico cultural mais importante da Guiné-Bissau, o toca-choro, ritual de evocação a figura do defunto presidente guineense, Kumba Yalá, na sua aldeia natal, Pkon, a cerca de 80 quilómetros a norte de Bissau.

Todos os dirigentes, militantes e simpatizantes do Partido da Renovação social (PRS), fundado por Kumba Yalá, dirigem-se para Pkon desde sexta-feira. Estarão la ate amanha, domingo, numa manifestação de respeito para com a memoria do carismático dirigente político que morreu de doença súbita no dia 04 de Abril de 2014, contava 61 anos.

No melhor da tradição balanta, a etnia de Kumba Yalá, todos terão que sacrificar um animal, de preferência uma vaca ou um boi, para mostrar ao espírito do falecido líder que o amor ‘e eterno mesmo com a sua morte. O acontecimento acaba por ser também político pois «e nestas ocasiões que os atuais dirigentes do PRS poderão saber quem de facto foi apaniguado de Kumba Iala e quem ainda se mantêm nas hostes do partido por ele fundado.

A cerimónia acaba por ser um acontecimento nacional pois espera-se que os dirigentes de outros partidos ai compareçam para assistirem ao ritual. O PRS criou uma comissão para tratar da cerimónia. Desde segunda-feira que centenas de veículos carregados de pessoas se estão a dirigir para a pequena aldeia de Pkon para o toca-choro de Kumba Iala que «e, por estes dias, o tema de todas as conversa.

Kumba Yala cérémonie

 

Com a colaboração de Mussá Baldé. 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.