Acessar o conteúdo principal

Trump suspende distribuição do Green Card por 60 dias e promete ajudar setor do petróleo

Fronteira entre os Estados Unidos e o México, 21 abril de 2020.
Fronteira entre os Estados Unidos e o México, 21 abril de 2020. © REUTERS/Mike Blake
Texto por: RFI
4 min

O presidente americano, Donald Trump, anunciou na terça-feira (21) a suspensão por pelo menos 60 dias da imigração legal aos Estados Unidos. "Esta ordem só se aplica para indivíduos que buscam a residência permanente, em outras palavras, o Green Card", disse o presidente, assegurando que a medida não afetará os vistos temporários.

Publicidade

Éric de Salve, correspondente em São Francisco

Trump detalhou a medida depois do vago anúncio feito na noite de segunda-feira (20) no Twitter, abordando um tema-chave para sua base conservadora, em um momento em que o desemprego dispara no país, devido à pandemia do novo coronavírus. Ele argumentou que busca proteger os postos de trabalho dos cidadãos americanos do "inimigo invisível", em alusão ao vírus que já matou 44.845 pessoas nos Estados Unidos.

Desde meados de março, 22 milhões de trabalhadores pediram auxílio-desemprego após serem demitidos. "Ao suspender a imigração, isto vai ajudar os americanos desempregados a ficarem na linha de frente quando os Estados Unidos reabrirem", disse Trump.

Segundo dados oficiais, os Estados Unidos concederam o status de residente permanente a cerca de 577.000 pessoas em 2019 e 462.000 vistos temporários no mesmo período, dados que revelam uma queda significativa em relação aos 617.000 concedidos em 2016. A seis meses das eleições de novembro, restringir a imigração continua sendo um tema central da campanha republicana para a reeleição.

A medida é criticada por membros da oposição democrata, que apontam uma manobra destinada a desviar a atenção da opinião pública do fracasso de Trump em conter a crise, e ainda utilizando os estrangeiros como bodes expiatórios. A senadora democrata Kamala Harris acusou Trump de "politizar sem vergonha nenhuma a pandemia para intensificar sua agenda anti-imigrantes".

Em janeiro, para impedir a propagação da epidemia de coronavírus, Trump restringiu as viagens à China, antes de proibir viagens para não americanos entre os Estados Unidos e a maioria dos países europeus.

Ele espera assinar o decreto nesta quarta-feira (22), inicialmente por 60 dias. Transcorrido este prazo, haverá uma reavaliação. É provável que a suspensão da distribuição dos vistos de residência permanente seja contestada na Justiça.

Senado aprova novo plano de US$ 500 bilhões

Para lidar com as consequências econômicas da pandemia, o Senado americano, de maioria republicana, adotou por unanimidade um pacote de quase US$ 500 bilhões na terça-feira (21) para apoiar pequenas e médias empresas (de menos de 500 empregados) afetadas pela crise da Covid-19 (US$ 320 bilhões), ajudar hospitais (US$ 75 bilhões) e fortalecer os métodos de diagnóstico do coronavírus (US$ 25 bilhões). Outros US$ 60 bilhões vão reforçar os empréstimos destinados a outros setores atingidos pela epidemia, principalmente a agricultura. Em março, o Congresso já havia aprovado um pacote de estímulo à economia de US$ 2,2 trilhões.

O congelamento completo de algumas atividades comerciais teve um efeito dramático para o mercado petrolífero, no qual o excesso de oferta e a demanda menor fez os preços da commodity desabarem a mínimos históricos. O barril americano do tipo WTI para entrega em maio voltou a registrar valores negativos nesta terça-feira, embora tenha fechado a US$ 10,01. O barril de Brent, referência na Europa, também caiu.

Trump prometeu aos empresários do setor de energia, petróleo e gás que irá ajudá-los a superar a crise. Algumas empresas fortemente endividadas estão à beira da falência. Mas o republicano garantiu que "nunca abandonará esse grande setor" da economia americana, e pediu ao secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, que apresente medidas de apoio nessa área.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.