Acessar o conteúdo principal

Estados Unidos celebram Dia da Independência em meio a aumento recorde de casos de Covid-19

O presidente Donald Trump no Mount Rushmore National Memorial, em 3 de julho de 2020.
O presidente Donald Trump no Mount Rushmore National Memorial, em 3 de julho de 2020. AP - Alex Brandon
Texto por: RFI
3 min

Os Estados Unidos celebram neste sábado (4) o Dia da Independência sob tensão, após terem registrado um novo recorde de infecções pelo novo coronavírus na sexta-feira (3). Criticado por sua gestão da pandemia, o presidente Donald Trump abriu as comemorações em Dakota do Sul, com discurso para apoiadores em que condenou movimentos antiracistas.

Publicidade

Os Estados Unidos registraram 57.683 infecções por coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com a contagem desta sexta-feira (3) da Universidade Johns Hopkins, superando pelo terceiro dia consecutivo o recorde de contágios da Covid-19 no país. De acordo com os dados registrados pela instituição de Baltimore até as 21h30 de Brasília, o país contabiliza desde o início da pandemia 2.793.022 diagnósticos positivos da doença.

É a quarta vez nesta semana que os Estados Unidos registram recorde de contágios diários, com mais de 42.000 na segunda-feira, mais de 52.000 na quarta e 53.069 na quinta. Segundo a universidade, o número de mortes nas últimas 24 horas foi 728, elevando o total de vítimas da doença no país a 129.405.

Celebrações

Muito criticado por sua gestão da pandemia, o presidente americano abriu as comemorações da festa nacional americana com uma celebração no emblemático Monte Rushmore, em Dakota do Sul, onde estão esculpidos os rostos de quatro de seus antecessores históricos, George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Roosevelt e Abraham Lincoln.

Durante um discurso que foi seguido de fogos de artifício, Trump falou para um público de apoiadores: “Nós vamos dizer a verdade, sem nos desculpar: os Estados Unidos da América são o país mais justo e mais excepcional que já existiu na face da Terra”, disse o presidente, afirmando que “os americanos são fortes e orgulhosos”.

Em pleno debate sobre a retirada de monumentos dedicados a generais confederados, considerados como símbolos do passado escravocrata do país, ele denunciou uma “campanha visando apagar nossa história, difamar nossos heróis, acabar com nossos valores e doutrinar nossos filhos”. No discurso, o presidente também afirmou que “a desordem violenta que vimos em nossas ruas e em nossas cidades [...] é o resultado de anos de doutrinamento extremo e de parcialidade na educação, no jornalismo e em outras instituições culturais”.  

Trump falou de maneira breve do aumento de casos da Covid-19 que, segundo o diretor do Instituto Americano de doenças infecciosas, “mantém o país em perigo”. Em baixa nas pesquisas de opinião, o presidente sustenta que a crise do coronavirus está sob controle e a economia americana vai voltar ao normal “mais forte” e “mais rápido que o previsto”. Para ele, “2021 será um ano histórico”.

Namorada

A namorada de Donald Trump Junior, filho do presidente americano, testou positivo para a Covid-19, segundo o jornal New York Times. Kimberly Guilfoyle, advogada e ex-apresentadora da Fox News, é uma das principais responsáveis do financiamento da campanha de Trump, que tenta uma reeleição em novembro. Ela participou das celebrações no Monte Rushmore.

Guilfoyle, de 51 anos, soube que estava com a doença através de um exame de rotina feito em todas as pessoas em contato direto com o presidente e foi imediatamente colocada em isolamento, de acordo com o jornal.

“Ela está bem e deve fazer um novo teste para ter certeza, porque ela não tem sintomas”, declarou ao jornal outro alto responsável do financiamento da campanha do presidente americano, Sergio Gor. “Donald Trump Junior foi testado negativo, mas por medida de segurança, está isolado também e cancelou toda aparição pública”, disse.

Segundo o New York Times, Guilfoyle não viajou no avião do presidente para o Monte Rushmore. Donald Trump Junior, 42 anos, prevê ir para a costa leste dos Estados Unidos de carro após as celebrações, de acordo com o jornal citando fontes próximas do casal.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.