Acessar o conteúdo principal

Acampamento contra racismo é desmantelado em Nova York após pressão de Trump

O acampamento, batizado "Occupy City Hall", se formou diante da prefeitura de Nova York em junho na esteira dos protestos recentes contra o racismo e a violência policial.
O acampamento, batizado "Occupy City Hall", se formou diante da prefeitura de Nova York em junho na esteira dos protestos recentes contra o racismo e a violência policial. AP - John Minchillo
Texto por: RFI
2 min

O prefeito de Nova York mandou desmantelar o acampamento de protesto contra desigualdades raciais que havia sido montado em junho em frente à prefeitura da cidade. A decisão foi tomada diante da pressão vinda principalmente da Casa Branca, onde o presidente Donald Trump ameaçava enviar agentes federais para “reestabelecer a ordem”.

Publicidade

A polícia de Nova York, acompanhada de agentes de limpeza e advogados, interveio nesta quarta-feira (22) para desmontar as tendas e barracas e expulsar as cerca de 50 pessoas que acampavam no local. O operação foi realizada sem confrontos nem feridos, segundo Dermot Shea, chefe da polícia.

O prefeito democrata Bill de Blasio, defensor convicto do direito às manifestações e apoiador do movimento contra desigualdades raciais que ganhou força após a morte de George Floyd no final de maio, disse que o desmantelamento foi uma decisão “bastante pensada”. Segundo ele, “nas últimas semanas, o acampamento vinha diminuindo e aos poucos mais parecia uma reunião de moradores de rua. Já estava na hora de agir”.

No entanto, o prefeito havia expressado sua indignação diante das ameaças de Trump, que queria desmantelar as barracas. De Blasio disse que iria processar o chefe da Casa Branca em caso de intervenção de agente federais.

Além de Trump, o prefeito vinha sendo pressionado pelo governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, que denunciava um aumento de criminalidade na Big Apple e um “declínio” da cidade desde o início da pandemia de Covid-19. Segundo número oficiais da polícia, os tiroteios aumentaram quase 61% este ano, enquanto os assassinatos aumentaram 23% na cidade. No entanto, Cuomo declarou que não era favorável a uma intervenção federal e disse que havia pedido a Trump que não agisse.

O acampamento contra o racismo havia sido batizado de "Occupy City Hall" (Ocupe a prefeitura), em homenagem ao movimento "Occupy Wall Street", nascido em 2011 e que, durante meses, denunciou os abusos do capitalismo.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.