EUA: Biden rompe legado de Trump e nomeia juízas afro-americanas para cargos estratégicos

A juíza afro-americana Ketanji Brown Jackson, 50, é indicada para o Tribunal de Apelações de Washington, órgão conhecido pela importância dos casos ali examinados.
A juíza afro-americana Ketanji Brown Jackson, 50, é indicada para o Tribunal de Apelações de Washington, órgão conhecido pela importância dos casos ali examinados. © Wikipedia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou suas primeiras nomeações de juízes federais nesta terça-feira (30), enfatizando a diversidade e rompendo com o legado de Donald Trump.

Publicidade

A juíza afro-americana Ketanji Brown Jackson, 50, é indicada para o Tribunal de Apelações de Washington, órgão conhecido pela importância dos casos ali examinados. Se confirmada pelo Senado, ela sucederá Merrick Garland, que se tornou ministro da Justiça.

O nome de Ketanji Brown Jackson é regularmente citado para a Suprema Corte. Se ela integrar a lista do prestigioso tribunal nos próximos anos, ela se tornará a primeira mulher negra a sentar-se lá.

Das 11 nomeações do presidente dos Estados Unidos, há três mulheres afro-americanas para cargos em tribunais de apelação.

Essas nomeações representam "a ampla diversidade de origens, experiências e perspectivas que tornam nosso país forte", disse Joe Biden em um comunicado.

Trump nomeu mais de 200 juízes conservadores

De acordo com a Constituição dos Estados Unidos, o presidente nomeia juízes da Suprema Corte e juízes federais vitalícios em tribunais de apelação ou julgamento. Cabe agora ao Senado confirmá-los.

Durante seu mandato, Donald Trump foi particularmente ativo nessa questão, que galvanizou os eleitores conservadores por décadas. Trabalhando em estreita colaboração com o líder republicano do Senado, Mitch McConnell, Turmp nomeou mais de 200 juízes conservadores para os tribunais federais.

Quando chegou ao poder, Trump pôde contar com um Senado dominado por republicanos que, de 2014 a 2016, bloqueou os candidatos apresentados por Barack Obama, de modo que 107 cargos judiciais ficaram vagos.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.