Flórida: bombeiros procuram sobreviventes após desabamento de prédio que deixou dezenas de desaparecidos

Parte do prédio na estância balneárea de Surfside, na Flórida, foi totalmente destruída.
Parte do prédio na estância balneárea de Surfside, na Flórida, foi totalmente destruída. AP - Amy Beth Bennett

Pelo menos uma pessoa morreu e cerca de 100 estão desaparecidas após o desabamento parcial de um prédio de 12 andares ao norte de Miami Beach. As equipes de resgate tentam encontrar sobreviventes nos escombros, mas as autoridades não sabem exatamente quantas pessoas estavam no edifício na hora do acidente, cujas causas ainda são desconhecidas. Pelo menos 18 cidadãos de três países latino-americanos – Argentina, Paraguai e Uruguai – estão entre os desaparecidos, segundo os respectivos consulados.

Publicidade

A catástrofe aconteceu em Surfside, uma estância balneária de 5.700 habitantes. O desabamento ocorreu na madrugada de quarta-feira (23) para quinta-feira (24). O edifício, que fica de frente para o mar, tinha 130 apartamentos.

Uma das fachadas do prédio foi totalmente destruída, deixando o interior dos apartamentos à vista. "É como se uma bomba tivesse explodido, mas temos certeza de que uma bomba não explodiu, então é outra coisa", disse o prefeito de Surfside, Charles Burkett.

Ainda não estava claro quantas pessoas moravam no local, ou quantas estavam no edifício no momento do acidente. Alguns conseguiram sair sozinhos pelas escadas, enquanto outros tiveram de ser resgatados pelas varandas.

Parte do prédio foi totalmente destruída, deixando o interior dos apartamentos à vista.
Parte do prédio foi totalmente destruída, deixando o interior dos apartamentos à vista. AP - Susan Stocker

Até agora, 53 pessoas foram localizadas, mas as autoridades seguem sem notícias de outras 99, informou o chefe da polícia do condado de Miami-Dade, Freddy Ramirez. 

Além dos moradores habituais, o prédio também era ocupado pelos “snow birds”, como são chamados aqueles que migram para a Flórida apenas uma parte do ano, fugindo do frio no resto do país.

“Não sabemos se essas pessoas estavam em férias neste momento ou não. Então ainda temos esperanças”, declarou à imprensa local Sally Heyman, representante do condado de Miami-Dade, onde fica Surfside. “Diante da destruição, já estamos nos preparando para receber más notícias”, declarou o governador da Flórida, Ron DeSantis.

Latino-americanos entre as vítimas

A região é conhecida por acolher muitos latino-americanos, entre eles brasileiros, numerosos nessa parte da Flórida. O ministério argentino das Relações Exteriores confirmou que pelo menos quatro argentinos – três adultos e uma menina de 6 anos – estavam no prédio.

Centenas de bombeiros estão mobilizados em busca de sobreviventes. A polícia de Miami Beach também participa das operações, que podem durar vários dias.

Segundo a imprensa local, o prédio construído em 1981 estava passando por uma reforma. No entanto, os primeiros indícios descartam a obra como possível causa do desabamento.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.