Acessar o conteúdo principal
EUA/Economia

Índice de desemprego em agosto é menor do que o esperado

Homem olha os anúncios de emprego em San Francisco.
Homem olha os anúncios de emprego em San Francisco. REUTERS
Texto por: Cíntia Cardoso
2 min

Aguardado índice sobre o desemprego nos Estados Unidos revela alta de 0,1 por cento em agosto, um desempenho melhor que o esperado.  

Publicidade

Após uma semana de previsões catastróficas, a divulgação dos dados do emprego nos Estados Unidos mostra que o mercado de trabalho americano se comporta melhor que o esperado. A economia norte-americana cortou 54 mil vagas de emprego em agosto, informou hoje o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos. O número foi inferior à média da previsão dos economistas que esperavam um corte de 110 mil postos.

Este é o terceiro mês consecutivo em que a economia americana perde vagas, mas a boa notícia é que houve uma melhora visível em relação a julho quando 131 mil vagas foram fechadas. A taxa de desemprego nos Estados Unidos ficou praticamente estável, em 9,6%, no mês de agosto. Em julho, o percentual da população desocupada era de 9,5%. A remuneração média no mês passado cresceu 0,3%, passando para US$ 22,66, por hora trabalhada.

Para o presidente Barack Obama, esse novo alento para a economia americana veio em boa hora. Na segunda-feira, Obama fará um discurso onde o tema principal será a proposta de medidas para estimular a geração de empregos e a reinserção dos desempregados no mercado. Em julho, 45% dos americanos sem emprego passavam mais de seis meses à procura de uma nova vaga. Os dados de agosto revelam que esse percentual caiu para 42%, mas ainda é considerado preocupante pelos analistas.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.