Chile/Mineiros

Marinha chilena revela como vai retirar mineiros presos

Os mineiros terão que passar meses no fundo da mina, antes de ser salvos.
Os mineiros terão que passar meses no fundo da mina, antes de ser salvos. REUTERS

Uma grande cápsula, como um engradado de metal, está sendo concebida nos canteiros navais do Chile para trazer à superfície os 33 mineiros bloqueados há quase um mês, a 700 metros de profundidade, na mina San José, no norte do país.  

Publicidade

A cápsula será alimentada com oxigênio e equipada com sistemas de comunicação, câmera de vigilância e tiras resistentes para amarrar os homens e que permitam, dentro do possível, a imobilização das pernas durante o trajeto até a superfície.

Esta é a descrição do sistema feita pelo comandante da Marinha chilena, Sergio Sandoval, ao
Canal de TV 24 Horas.

A cápsula também será dotada de um dispositivo de segurança para que os mineiros possam se liberar e voltar para o fundo, caso fiquem bloqueados no meio do caminho. O cálculo é que cada mineiro levará cerca de uma hora para ir do fundo até a saída da mina.

A cápsula descerá por um caminho de 70 cm de diâmetro, que já começou a ser cavado no começo da semana. A obra deve durar de três a quatro meses, segundo as autoridades.

Solidariedade

Para amenizar a angústia dos mineiros, compartilhar a experiência do sofrimento e, principalmente, levar esperança a eles, quatro uruguaios que passaram por uma experiência terrível decidiram visitá-los.

Trata-se de alguns dos sobreviventes do acidente aéreo em outubro de 1972, na Cordilheira dos Andes, com 45 pessoas de uma equipe de rugby a bordo. Somente 16 sobreviveram à fome e ao frio e eles chegaram a comer a carne dos companheiros mortos no acidente.

Diante da mina San José, Gustavo Zerbino, Pedro Algorta, José Luis Inciarte e Ramon Moncho Sabella declararam, emocionados: "Estamos aqui pela necessidade de devolver ao povo chileno tudo o que nos deram".

Eles citaram o ponto comum entre as duas tragédias, a do acidentados e a dos mineiros: a alegria de estar vivo e a vontade de continuar a viver.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.