EUA/Arábia Saudita

Congresso americano deve dar aval para grande venda de armas

Caça F-15
Caça F-15 D.R

Congresso dos Estados Unidos não deve se opor à maior venda de armas de sua história, segundo a porta-voz da comissão de Relações Exteriores do Senado, Jennifer Berlin. Prazo de 30 dias para exame do dossiê pelos congressistas expira à meia-noite desta sexta-feira.

Publicidade

No último dia 20 de outubro, o governo de Barack Obama notificou o Congresso americano sobre a intenção de realizar uma venda gigantesca de armas à Arabia Saudita, um negócio da ordem de 60 bilhões de dólares. O prazo para uma resposta dos congressistas termina à meia-noite desta sexta-feira.

O projeto apresentado prevê a autorização da venda de 84 caças F-15 e a modernização de outros 70 aparelhos do mesmo modelo. Além disso, seriam vendidos 178 helicópteros de ataque e 12 helicópteros de treinamento.

A entrega das encomendas seria realizada entre 2025 e 2030.

Por trás deste negócio fabuloso, uma estratégia de defesa dos países árabes, que veem com preocupação as ambições nucleares do vizinho Irã, suspeito de estar enriquecendo urânio para construir uma bomba atômica.

Neste contexto, armar-se até os dentes foi a solução encontrada pela Arábia Saudita.

Com a economia americana em dificuldades, os parlamentares americanos devem dar o sinal verde ao mega-contrato, diante da possibilidade que ele representa para a criação de milhares de empregos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.