Estados Unidos/Congresso

Obama pede união de democratas e republicanos

Presidente dos Estados Unidos Barack Obama.
Presidente dos Estados Unidos Barack Obama. Reutres

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aproveitou seu discurso semanal, neste sábado 15 de janeiro, para mandar uma mensagem de união aos parlamentares americanos. O Congresso americano ficou em recesso excepcional na semana passada por causa do tiroteio de Tucson, Arizona, e retoma os trabalhos na próxima segunda-feira.

Publicidade

Raquel Krähenbühl, correspondente da RFI em Washington

O presidente Barack Obama abriu seu discurso semanal lembrando que as histórias de coragem, de heroísmo, de solidariedade e de perseverança da tragédia de Tucson no Arizona mostram que o povo americano é uma única família.

A intenção do presidente foi lembrar a democratas e republicanos que antes das divisões partidárias todos são americanos. Obama pediu que os parlamentares olhassem para estes exemplos para fazer o melhor para todos.

O presidente disse que se todos trabalharem juntos num espírito de causa comum, o Governo e o Congresso poderão criar empregos, reduzir o déficit e garantir a segurança da população, os maiores desafios que país enfrenta.

Na segunda-feira, o Congresso retoma os trabalhos e o presidente aproveitou para reforçar seu recado de união antecipando o que deve ser um ano de muita dificuldade política no Capitólio.

A Câmara, agora com maioria republicana, já marcou um debate sobre o cancelamento da reforma do sistema de saúde, aprovada no ano passado e uma das prioridades domésticas do presidente. Os representantes também pretendem votar a anulação da reforma já na próxima semana.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.