Haiti/Política

Ex-ditador Jean-Claude Duvalier volta ao Haiti após 25 anos de exílio

O ex-présidente Jean Claude Duvalier, Baby Doc (à direita), volta ao Haiti em meio à crise política que atinge o país.
O ex-présidente Jean Claude Duvalier, Baby Doc (à direita), volta ao Haiti em meio à crise política que atinge o país. Amelie Baron/ RFI

O ex-presidente, conhecido como Baby Doc, foi expulso do poder após uma revolta popular em 1986. Ao desembarcar na capital Porto Príncipe neste domingo, o homem acusado de desviar mais de US$ 100 milhões dos cofres públicos e que comandou a ditadura dos anos 70 no país, disse que voltou para ajudar o Haiti.

Publicidade

Para surpresa de todos, o ex-ditador desembarcou na capital haitiana na noite deste domingo, depois de passar 25 anos exilado na França. Baby Doc é filho de François Duvalier, outro ditador histórico o Haiti, conhecido como Papa Doc.

Segundo a família do ex-presidente, as imagens do terremoto que atingiu o país há um ano motivaram Baby Doc a deixar seu refúgio dourado na Côte d'Azur francesa e voltar ao Haiti. Centenas de partidários foram recebê-lo no aeroporto em clima de festa. "Agora teremos um país de verdade, estamos contentes por ele estar aqui de novo para dar à nossa terra a imagem de antigamente", declarou um haitiano. Os opositores também compareceram para manifestar seu desagrado. "Ele deve ser julgado, cometeu crimes e roubou dinheiro do povo", gritava um outro homem.

O primeiro-ministro, Jean-Max Bellerive, disse que Duvalier é um cidadão haitiano como outro qualquer, com direito a entrar no país. Mas não deixou de acrescentar que espera que Baby Doc não complique a situação política que já está bem tensa no Haiti. 

Crise política

O país vive uma crise grave desde as eleições presidenciais de 28 de novembro passado, quando várias denúncias de fraudes adiaram a realização do segundo turno. O gabinete de contestação eleitoral ainda não decidiu quem vai concorrer com a ex-primeira dama, Mirlande Manigat. 

Uma missão da Organização dos Estados americanos (OEA) está discutindo com as autoridades haitianas os resultados de um relatório realizado a pedido do atual presidente Réné Préval. Nesse contexto de instabilidade, Baby Doc pode ter aproveitado a brecha para tentar se impor novamente no cenário político do país.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.