Estados Unidos

Licença médica de Steve Jobs pode favorecer concorrentes da Apple

Steve Jobs pede licença médica por tempo indeterminado e faz cair ações da Apple.
Steve Jobs pede licença médica por tempo indeterminado e faz cair ações da Apple. Reuters

Steve Jobs, um dos fundadores e cérebro da Apple, pediu uma licença médica por tempo indeterminado na segunda-feira. O anúncio já provoca especulações sobre o futuro da empresa. No fim da tarde de segunda-feira, as ações da Apple despencaram 6,6%.

Publicidade

A nova licença médica por tempo indeterminado de Steve Jobs pode prejudicar os fornecedores da Apple e favorecer concorrentes asiáticos como os grupos Sony e Samsung, segundo analistas do setor de novas tecnologias ouvidos pela agência de notícias France Presse. "A Sony pode decidir dar um salto estratégico", disse Hiroshi Sakai, analista na empresa de consultoria SMBC Friend Securities. "O futuro da Apple parece tão vinculado a Jobs que o impacto de sua ausência nos negócios da empresa deve ser considerável", afirmou Alex Huang, da Mega Internationale Investment Services, empresa instalada em Taiwan.

Não é a primeira vez que o chefão da Apple, Steve Jobs, de 55 anos, se ausenta da empresa por motivos médicos. Em 2004, ele foi operado de um câncer no pâncreas e, em 2009, ficou seis meses de licença por causa de um transplante de fígado.

Desta vez, ele não deu detalhes sobre seu estado de saúde na mensagem enviada a todos os funcionários da marca na segunda-feira. Disse apenas que adora a Apple e que espera estar de volta o quanto antes. Jobs informou ainda que passa as responsabilidades do dia-a-dia da empresa a seu homem de confiança, Tim Cook, e que continuará envolvido com as principais decisões estratégicas.

Os jornais dos Estados Unidos desta terça-feira já falam em "futuro incerto para a Apple". "Poderá a maior empresa de tecnologia do país sobreviver sem seu líder?", pergunta o The Washington Post. O The Wall Street Journal ilustra sua reportagem com duas fotos de Jobs radicalmente mudado. Em 2005, com um Ipod na mão, ele estava com vários quilos a mais em comparação à foto mais atual.

Um dos fundadores da Grande Maçã em 1976, Steve Jobs trabalhou duro nas últimas décadas e foi recompensado. Com uma fortuna que ultrapassa os 6 bilhões de dólares, ele foi o responsável pelos lançamentos de sucesso do iMac e do trio Ipod, Iphone e Ipad. Mas a concurrência cresce cada vez mais, sobretudo no mercado de tablets e de celulares.

Até quando a estrela do gênio vai brilhar? O mundo vai ficar de olho.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.